Retrospectiva: Música chiclete de carnaval

carnaval

Eita que o carnaval já chegou, trazendo consigo a música chiclete, que acaba sendo algo bem característico dessa época do ano, até porque, carnaval que se preze necessita de música, mas não é aquela com a melodia romântica, nem com a letra encantadora, de maneira alguma. No grosso modo da palavra, tem que ser reiêra mesmo, o danado do rit vai tocar tanto, mais tanto, que gruda na sua mente e não sai nem que você queira.

Como o Dirmantelo não podia ficar de fora, para abrilhantar ainda mais esse carnaval que está por vir, separamos para vocês as músicas que mais bombaram nos últimos anos. E convenhamos minha gente, mesmo quem não gosta da folia acaba escutando, por livre e espontânea pressão, essas músicas, seja por culpa de paredões, vizinhos ou até mesmo nos ônibus da vida.

Comecemos por 2010, pelo bom e velho reboletion, assim como diz a letra, reboletion é bom, bom, reboletion é bom, bom, bom. Quem é o extraterrestre que não se lembra dessa música do Parangolé? Era impossível não dançar aquela coreografia maluca do clip. Lembrando que se você fizer fica melhor, então bota a mão na cabeça que vai começar!

2011 foi um ano que teve música chiclete pra tudo quanto é lado, mas a Liga da justiça veio à tona e dominou o local, o danado do Super Man ficou fraco e teve que fugir com a pobre da mulher maravilha.

Também fomos prestigiados com o hit mais obediente de todos. Vou não, quero não, posso não!

No ano seguinte, em 2012, quando finalmente esquecemos a liga da justiça e seus personagens, eis que chega o “ai se eu te pego”, letra essa que fez parte de uma das trocentas cantadas espalhadas pelo meio dos blocos. Provando que carnaval não é só axé, sertanejo universitário também entra nessa onda. Tô ou não estou falando a verdade?

Nesse ano também tivemos duas músicas que chegaram no auge. A letra é até mais fácil de decorar (não que as outras não sejam), porque seu refrão tem apenas duas palavras bem comuns do nosso cotidiano: Sim e não.

Confesso que essa de 2013 não fixou tanto assim na minha cabeça como as outras, porém não deixa de ser no mínimo inusitada.

2014 parece que foi ontem e com certeza essa vai ser fácil de todo mundo adivinhar. A música descreveu um bocadinho de gente por ai, que não tem carro, não tem teto, mas tem lepo, lepo, que é o que importa.

E o que esperar de 2015 nesses dias de folia? Vai vendo querido(a)… a muriçoca, soca, soca.

arrocha-o

Gosta de um conteúdo mais descontraído como esse? Deixe sua opinião nos comentários, nos ajuda bastante. Até a próxima!

Mickaelly Raiane

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s